×
Danielle
14.07.2020
10:08
Crítica | Uma Segunda Chance Para Amar

“Uma Segunda Chance Para Amar” é uma comédia romântica natalina escrita por Emma Thompson, dirigida por Paul Feig e protagonizada por Emilia Clarke e Henry Golding. O filme entrou em cartaz dia 28 de novembro no Brasil, apresentando elementos básicos de uma comédia romântica, sem perder o encanto do gênero, que se torna mais mágico pela temática natalina.

A história acompanha Kate (Emilia Clarke), jovem inglesa que trabalha como elfo em uma loja de natal o ano todo. O filme busca desenvolver a relação de Kate em todas as suas ambientações, mostrando o convívio com sua mãe, as divergências com sua irmã e o “desprezo” por seu trabalho. Mesmo quando Kate conhece Tom (Henry Goulding), o filme tem foco na personagem e em como ela lida com a presença (e ausência) do rapaz em determinados momentos.

Uma das questões mais bacanas trabalhadas na história é o crescimento da personagem principal. Ela, de fato, é uma protagonista que desencanta, ao apresentar um caráter duvidoso, se mostrando egoísta, prepotente e invasiva na maior parte do tempo. O filme constrói sutilmente a “redenção” da personagem, que vai abandonando essas características buscando se redimir com todas as pessoas a quem ela afetou com suas condutas.

Ao mesmo tempo que centraliza sua atenção em Kate, o filme consegue prender o público ao despertar a curiosidade do telespectador quanto aos comportamentos de Tom. Na história, o jovem alega que tem um celular, mas o deixa descarregado e guardado num armário, a fim de aproveitar a vida de outras formas que não em frente a uma tela. Apesar de não ser um comportamento comum, não é algo que precisemos tratar como impossível. Entretanto, a ausência repentina do rapaz em momentos específicos instiga o telespectador a adivinhar uma razão para o rapaz agir de tal maneira.

Certamente, quem assistir ao filme levantará diversas teorias, mas pouquíssimos terão sucesso quanto às especulações. O filme surpreende ao fugir do óbvio e apresentar uma reviravolta emocionante em seus minutos finais, fazendo o telespectador refletir sobre cenas anteriores do filme e em como elas fazem mais sentido depois da revelação.

É importante lembrar que o filme é baseado na letra da canção “Last Christmas”, de Wham!, que é também o título original do filme nos EUA. Apesar da inspiração, Emma não quis trazer a história em uma estrutura típica de musical, e sim no formato de comédia romântica, o que de fato agregou em seu desenvolvimento.

O filme aposta num elenco extremamente carismático e numa direção pouco surpreendente, mas inquestionável por sua premissa básica. Com uma trilha sonora integral de George Michaels, a música é um dos pontos altos do filme, que embala cenas maravilhosas com a interpretação de clássicos por Emília Clarke.

O filme está em cartaz nos cinemas de todo o Brasil.

Palavra final: "Uma Segunda Chance Para Amar" decola na tentativa de prender seu público com a comédia, mas ganha força quando aposta no bom e velho drama.
4
Nota do autor:
Ficha técnica
Título original: Last Christmas
Dirigido por: Paul Feig
Data de lançamento: 2019
País de origem: Estados Unidos
Duração: 103
Gênero:
  • Drama
  • leia também:
      Mais lidas
    Sobre nós
    O Portal Popeek foi fundado em novembro de 2019 por amantes das culturas pop e geek, visando informar seu público sobre as novidades nos mundos do cinema, televisão, literatura e múisca, prezando sempre pela transparência e agilidade no trabalho.
    E-mail:
    [email protected]

    Redes sociais:
    Popeek © 2019 - 2020
    Tema por Danielle Cabral