“E O Vento Levou” volta para HBO Max com aviso de que o filme nega os horrores da escravidão

A retirada de E O Vento Levou do catálogo do serviço de streaming HBO Max causou muita polêmica. O motivo da retirada foi, basicamente, a representação da comunidade negra na época em que o filme se passa e, pensando nos acontecimentos atuais nos Estados Unidos, a empresa decidiu retirar o clássico de circulação por algum tempo.

Contudo, o filme está novamente disponível em sua versão clássica com quatro horas de duração e acompanhado de dois extras. O primeiro vídeo é apresentado pela professora de cinema Jacqueline Stewart, da Universidade de Chicago e funcionária da TCM, onde ela fala da importância de assistir uma obra cinematográfica em sua forma original e discutir as mudanças sociais que ocorreram desde o seu lançamento. (via Variety)

O segundo vídeo, com cerca de uma hora de duração, se chama O Complicado Legado de ‘E O Vento Levou’ – em tradução livre – e trata justamente das questões raciais não abordadas pelo filme e a relação com a comunidade negra. “O produtor David O. Selznick estava bem ciente de que o público negro estava profundamente preocupado com o tratamento do filme sobre o tema da escravidão e seu tratamento aos personagens negros“, diz Jacqueline Stewart.

O pequeno documentário diz que o sul de Antebellum, apresentado na obra, não representa a realidade e “nega a brutalidades do sistema de escravidão sobre o qual este mundo se baseia“. Stewart continua: “O tratamento do filme a este mundo através de uma lente de nostalgia nega os horrores da escravidão, bem como seus legados de desigualdade racial.

Quando foi lançado, o elenco negro do filme foi proibido de ir na pré-estreia e assistir com o elenco branco. Hattie McDaniel, primeira mulher negra a ganhar o Oscar de melhor atriz coadjuvante, foi proibida de sentar com o resto da equipe na premiação, tendo que subir ao palco para receber seu prêmio e se retirar logo em seguida.

Stewart finaliza dizendo que assistir E O Vento Levou observando estes problemas pode ser extremamente desconfortável e doloroso, mas que “é importante que os filmes clássicos de Hollywood estejam disponíveis para nós em sua forma original de visualização e discussão“.

Além de McDaniel, o filme é estrelado por Vivien Leigh, Clark Gable e Olivia de Havilland e ganhou 8 Oscars, incluindo o prêmio de melhor filme. O American Film Institute elegeu a obra como o segundo maior filme americano de todos os tempos, perdendo apenas para Cidadão Kane.

LEIA MAIS:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *