Willow Smith critica cultura do cancelamento: “Vergonha não leva à aprendizagem”

Foto: Getty Images

A atriz e cantora de música experimental Willow Smith – filha dos atores Will Smith e Jada Pinkett Smith – criticou a chamada “cultura do cancelamento”, predominante nas redes sociais, no programa de sua família, o Red Table Talk.

Estou vendo pessoas envergonhando outras pessoas, dizendo coisas terríveis, envergonhando as pessoas pelo que elas estão escolhendo dizer ou envergonhando as pessoas por não dizerem nada. Mas sinto que, se realmente queremos mudar, vergonha não leva à aprendizagem”, comentou ela.

No mesmo programa, Willow Smith dividiu espaço com a ativista Tamika Mallory e a Doutora Angela Davis, que completou dizendo que “cancelar” uma pessoa é algo perigoso, pois ninguém é perfeito e o ato de aprender requer erros, conhecimento, e crescimento, onde essas pessoas entendem que estão erradas e estão dispostas a aprender.

Jada Smith brincou, dizendo que está esperando o momento de ser cancelada. Mallory responde, dizendo que se ela não foi cancelada é porque não está sendo vista o suficiente.

Assista ao episódio:

Smith possui três álbuns de estúdio solo: ARDIPITHECUS, lançado em 2015; The 1st, o mais conhecido, lançado em 2017; e WILLOW, lançado em 2019. O projeto mais recente de Willow Smith na música é a duo THE ANXIETY, em parceria com Tyler Cole. Ouça:

Leia mais:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *