×
Éder Matheus
27.07.2020
22:11
Crítica | “A Barraca do Beijo 2” amadurece Noah, mas limita desenvolvimento de Elle
Elle e Noah, de A Barraca do Beijo 2.

Os dilemas de uma amizade ocasionados por novas paixões ditam o rumo de “A Barraca do Beijo“, lançado em 2018. O primeiro filme seguiu com uma abordagem problemática que insistia em guiar Elle (Joey King) de acordo com as vontades dos homens ao seu redor. Em “A Barraca do Beijo 2“, a protagonista, infelizmente, continua medindo seus próximos passos com base na satisfação de seu namorado Noah (Jacob Elordi) ou de seu melhor amigo Lee (Joel Courtney).

Aqui a história acompanha Elle e Noah, que precisam lidar com um relacionamento à distância após o rapaz ir estudar em Havard. Quando Noah ganha uma nova amiga, Chloe (Maisie Richardson-Sellers), as inseguranças de Elle despertam, o que a faz considerar a ideia de ir estudar na mesma faculdade de seu namorado a fim de se manter mais próxima dele. O fato gera um conflito da personagem com Lee, com quem tinha estabelecido estudar em Bekerley anos antes. Se reafirma nesse momento a ideia de que as escolhas dela só podem satisfazer uma pessoa, nunca duas. Ou pior, que suas escolhas são sempre com base na satisfação alheia, o que, de fato, enfraquece o desenvolvimento da protagonista na história.

Chloe, de A Barraca do Beijo 2.

Em contrapartida, os irmãos Flynn parecem caminhar na direção certa. O comportamento agressivo de Noah diversas vezes apresentado no primeiro filme é abolido, mostrando que ele aprendeu a respeitar o espaço de Elle e a esperar um momento oportuno para se ter um diálogo. Já Lee, agora namorando Rachel (Meganne Young), passa por uma situação similar a que Elle passou anteriormente, tendo que conseguir conciliar seu relacionamento amoroso com os laços (e regras) que tem com sua melhor amiga, exigindo dele um processo de amadurecimento.

Ainda assim, não é possível dizer se Noah e Lee evoluíram completamente. Para isso, é preciso que Elle sinta-se mais segura de si e faça suas escolhas independente de quem vá se satisfazer ou não com elas. Diante disso, será possível observar o comportamento dos irmãos Flynn e entender se eles ficam felizes com as conquistas da garota que amam independente das circunstâncias que as motivem.

Aquém dos protagonistas, novos rostos e personagens secundários ganham força em “A Barraca do Beijo 2”. O carismático Marco (Taylor Perez), o novo crush do colégio, mexe com o coração de Elle e intensifica os conflitos da jovem com Noah em uma cena de tirar o fôlego. Um casal LGBT já apresentado no primeiro filme continua a ser trabalhado, protagonizando boas cenas, apesar de rápidas. A famosa barraca que dá nome ao filme retorna, mais uma vez sendo responsável por alguns dos momentos mais engraçados — e até emocionantes — da história.

Em suma, “A Barraca do Beijo 2” corrige alguns erros e persiste em outros, mas evolui com um roteiro mais fluido e diverte (muito) mais que o primeiro filme. Quando aposta no drama, apesar de direcionar sua narrativa principal ao relacionamento à distância entre os protagonistas e a indecisão de Elle sobre a futura vida universitária, o filme continua dando espaço para a discussão sobre a necessidade de equilibrar um relacionamento amoroso com uma grande amizade.

Com o terceiro filme da história confirmado, é esperado que Elle torne-se mais segura de si e que suas escolhas não precisem se limitar à satisfação de uma determinada pessoa a seu redor. Dessa forma, será possível constatar uma evolução não só da protagonista, mas dos outros personagens que também a cercam — o que ainda não aconteceu efetivamente no segundo filme.

Palavra final: "A Barraca do Beijo 2" diverte e corrige alguns erros do primeiro filme, mas persiste em limitar Elle a fazer escolhas com base nos homens ao seu redor.
3
Nota do autor:
Ficha técnica
Título original: The Kissing Booth 2
Dirigido por: Vince Marcello
Data de lançamento: 2020
País de origem: Estados Unidos
Duração: 131
Gênero:
  • Comédia romântica
  • leia também:
      Mais lidas
    Sobre nós
    O Portal Popeek foi fundado em novembro de 2019 por amantes das culturas pop e geek, visando informar seu público sobre as novidades nos mundos do cinema, televisão, literatura e múisca, prezando sempre pela transparência e agilidade no trabalho.
    E-mail:
    [email protected]

    Redes sociais:
    Popeek © 2019 - 2020
    Tema por Danielle Cabral