Crítica | "Borat 2" abusa das críticas políticas em ótima sequência
×
Maurício Junio
24.10.2020
18:02
Crítica | “Borat 2” abusa das críticas políticas em ótima sequência
Numa sequencia ácida, assim como o filme original, Borat 2 entrega críticas políticas pertinentes em meio a clima apocalíptico.

Em 2006, o comediante Sacha Baron Cohen parou o mundo com o primeiro filme do personagem que, sem nem mesmo ele saber, seria o maior de sua carreira. Borat chegava aos cinemas e prometia ser um grande sucesso, mas foi maior que o esperado. Virou um símbolo da cultura pop, uma grande bilheteria em todo o mundo, e causa polêmica até os dias de hoje.

Se um filme causava polêmica, dois filmes prometeriam estourar a boca do balão. Gravado em segredo no primeiro semestre de 2020, no meio da pandemia do Covid-19, o filme é o glorioso retorno de Baron Cohen à sua obra-prima, que se torna ainda mais necessária nos momento atuais. Aqui, o comediante reformula suas piadas ao clima político e social que o mundo vive, com sátiras tensas e engraçadíssimas.

São piadas sobre o conservadorismo estadunidense, hipocrisia religiosa, misoginia e, claro, com a forma que o mundo está lidando com a pandemia. Seu grande acerto é nunca se levar a sério demais, mesmo sabendo que o roteiro (escrito por Sacha Baron Cohen, Anthony Hines, Dan Swimer, Peter Baynham, Erica Rivinoja, Dan Mazer, Jena Friedman e Lee Kern) respira uma importância social gigantesca. É de longe o melhor trabalho cinematográfico produzido durante o isolamento social.

Num filme onde a sátira é sua maior qualidade, polêmicas são esperadas, e uma cena em específico promete ser de grande debate. Nela, Borat leva sua filha, Tutar, a uma clínica de apoio a mulheres após ela comer um cupcake com um bebê de plástico de enfeite; é um diálogo ácido, onde um pastor interfere fortemente na decisão da garota de “tirar o bebê de dentro dela”, mas ignora completamente o fato de Borat afirmar que se sente culpado, pois foi ele quem “colocou o bebê dentro dela”. Um debate fortíssimo sobre a hipocrisia religiosa e sobre o que os norte-americanos consideram pecado e problemático.

Em outra cena, esta que já causa grande polêmica entre os republicanos nos Estados Unidos, Tutar conduz uma entrevista falsa com o advogado de Donald Trump. Logo em seguida, ele conduz ela a um quarto, onde pede o telefone dela, antes de ser visto por câmeras escondidas colocando a mão em seus órgãos genitais. Borat invade o quarto, gritando “ela tem 15 anos! É velha demais para você“, e logo em seguida sai correndo junto com a filha. A cena foi gravada em julho.

Uma semana após estrear o primeiro papel dramático de sua carreira em anos, em Os 7 de Chicago, Sacha Baron Cohen retorna bem à vontade no grande papel de sua carreira. A confusão de Borat com a modernidade, numa fusão de culturas muito bem explorada pelo roteiro, é genuína até mesmo nos exageros bem-vindos de seu intérprete. E tenham certeza de algo: na comédia ou no drama, Baron Cohen merece ser lembrado no Oscar.

O retorno de Borat surge no momento exato. Em tempos de fascismo, do crescimento de grupos conservadores, fake news e pensamentos retrógrados, um filme protagonizado por alguém como Sacha Baron Cohen é um triunfo. Divertidíssimo – mesmo que, por hora, dramático demais – é um dos grandes acertos da comédia nos últimos anos. É ótimo ter o segundo melhor repórter do Cazaquistão de volta.

Palavra final: Numa sequencia ácida, assim como o filme original, Borat 2 entrega críticas políticas pertinentes em meio a clima apocalíptico. Sacha Baron Cohen retorna ao seu maior personagem com estilo - e polêmicas.
4.0
Nota do autor:
Ficha técnica
Título original: Borat Subsequent Moviefilm: Delivery of Prodigious Bribe to American Regime for Make Benefit Once Glorious Nation of Kazakhstan
Dirigido por: Jason Woliner
Data de lançamento: 23 de outubro de 2020
País de origem: USA, UK
Duração: 97 minutos
Gênero:
  • Comédia
  • leia também:
      Mais lidas
    Sobre nós
    O Portal Popeek foi fundado em novembro de 2019 por amantes das culturas pop e geek, visando informar seu público sobre as novidades nos mundos do cinema, televisão, literatura e múisca, prezando sempre pela transparência e agilidade no trabalho.
    E-mail:
    [email protected]

    Redes sociais:
    Popeek © 2019 - 2020
    Tema por Danielle Cabral