"Eternos" surpreende e se mostra como o filme mais divisivo da história da Marvel Studios
×
João Pedro G. Tonioli
03.11.2021
16:58
“Eternos” surpreende e se mostra como o filme mais divisivo da história da Marvel Studios
Eternos

Após o sucesso de “Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis” nos últimos meses, a Marvel Studios está próxima para lançar a sua nova superprodução, que era a sua principal aposta para este ano e sua tentativa de atingir outros níveis e rumos cinematográficos. “Eternos“, novo longa da vencedora do Oscar, Chloé Zhao, estreia nessa semana e vem recebendo críticas mistas e divisivas.

No começo do ano, Chloé Zhao saiu de mãos cheias do Oscar 2021, tendo vencido Melhor Filme e Melhor Direção, além de Melhor Atriz para Frances McDormand. Contudo, sua próxima produção era em um ambiente totalmente diferente do que ela vinha trabalhando em sua carreira: o mundo dos super-heróis. Apesar de tudo, as expectativas sobre sua nova produção eram enormes, atrelado ao elenco de estrelas e diversos rumores que saiam sobre a produção, como uma maior liberdade artística para a cineasta, o uso de locações reais para a gravação, entre outros.

Apesar de ter tudo para dar certo, o longa vem sofrendo diversas críticas por parte dos veículos especializados que já contemplaram o mesmo e não se sentiram satisfeitos. Há pouco mais de uma semana, o embargo da produção caiu e desde então vem sendo debatido os pontos positivos e negativos do mesmo. Logo de cara, “Eternos” abriu com uma média abaixo do esperado nos agregadores de crítica e ela só vem caindo.

Faltando dois dias para o lançamento do mesmo nos cinemas em todo o mundo, ele está com a pior avaliação de qualquer filme da Marvel Studios, tanto no Rotten Tomatoes como no Metacritic. Com base em 171 críticas no Rotten, o longa está atualmente com 53% de aprovação da crítica, com uma média de 5.80 de 10.0 e um consenso que diz: “Um ambicioso épico de super-heróis que voa tão frequentemente quanto sobe, ‘Eternos’ leva o MCU em intrigantes – e ocasionalmente confundindo – novas direções“.

O filme ainda trouxe a primeira nota abaixo da média para o estúdio, superando longas como “Thor: Mundo Sombrio” e “O Incrível Hulk” que contam com 66% e 67%, respectivamente.

No Metacritic também não anda muito bem. Contando com 45 críticas até o momento, o filme está com uma média de 53 pontos, sendo a segunda pior avaliação para um filme de quadrinhos deste ano e pior para o próprio MCU. O longa superou “Thor: Mundo Sombrio” e “Homem de Ferro 2” que tem médias de 54 e 57 pontos, respectivamente. Quanto aos filmes de super-heróis deste ano, o longa apenas não perde para “Venom: Tempo de Carnificina“, com média de 46 pontos.

Mas quais os problemas do filme, de fato? É difícil ter um consenso sobre o que é realmente bom ou ruim em um filme, visto que cada um tem a sua experiência própria e tira suas conclusões a partir delas. Contudo, segundo os veículos que já assistiram, os defeitos são variados. Alguns apontam no ritmo lento do longa, na enorme quantidade de desenvolvimento dos personagens de uma só vez, visto que são todos personagens novos, a falta de humor, a falta de cenas de ação esperadas em filmes do gênero, a desconexão com o restante do Universo Marvel, entre outros.

Confira algumas críticas:

Zhao mantém essas proposições de longo alcance baseadas no foco de sua visão semelhante a um laser e na precisão das imagens sonhadas por ela e o veterano diretor de lentes da MCU, Ben Davis. Pela primeira vez em um filme como este, as ondas do mar e nuvens carregam tanto peso quanto as batalhas ultra-coreografadas entre intrusos intergalácticos” — OBSERVER, 8.8/10.

“A sensibilidade de Zhao, até certo ponto, está lá – na humanidade casual dos personagens, no fluxo da piada e do conflito e da paixão (às vezes romântica), na beleza dos efeitos, na maneira enganosamente fácil com que Zhao a amplia habilidades logísticas. Ela é uma mestre artesã, e ‘Eternos’, embora muito longo (157 minutos? Sério?), é um relógio divertido e gratificante”Variety, 7.0/10.

‘Eternos’ é mais sério em tom e mais deliberado em seu ritmo do que a média dos filmes da Marvel, com menos das brincadeiras usuais e nenhuma aparição de outros super-heróis. Mas, se você está procurando pela humanidade e originalidade dos outros filmes de Zhao, você não encontrará muito disso aqui” — BBC, 6.0/10.

Não é exatamente chato – sempre há algo novo para se ver – mas também não é particularmente empolgante, e não tem o humor alegre dos melhores filmes da Marvel. Um dos pontos fortes do MCU até o momento é como levou tempo para definir cada personagem individualmente e apresentar as grandes narrativas em filmes sucessivos, construindo um senso de momentum. Aqui, é tudo jogado para nós de uma vez” — The Guardian, 4.0/10.

Houve uma necessidade de desculpar o diretor e culpar o estúdio, argumentando que Zhao simplesmente não se encaixava nas restrições do MCU. No entanto, isso não explica o quão fraco é o roteiro que ela co-escreveu, ou por que é tão insuportavelmente longo, ou por que falha quase completamente em lidar com seus próprios conceitos básicos de lealdade cega, dos perigos da imortalidade, da rebelião contra a fé” — The Austin Chronicle, 3.0/10.

Assista ao trailer:

Com elenco composto por Angelina Jolie, Kit HaringtonBarry KeoghanBrian Tyree HenryDong-seok Ma, Gemma Chan e outros, “Eternos” chega aos cinemas brasileiros no próximo dia 04 de novembro.


leia também:
    Mais lidas
Sobre nós
O Portal Popeek foi fundado em novembro de 2019 por amantes das culturas pop e geek, visando informar seu público sobre as novidades nos mundos do cinema, televisão, literatura e múisca, prezando sempre pela transparência e agilidade no trabalho.
E-mail:
[email protected]

Redes sociais:
Popeek © 2019 - 2022
Tema por Danielle Cabral