Forbes enaltece "Hearstopper", mas revela o que pode impedir série de ser renovada pela Netflix
×
Éder Matheus
30.04.2022
11:20
Forbes enaltece “Hearstopper”, mas revela o que pode impedir série de ser renovada pela Netflix
Cena de "Heartstopper", série da Netflix.

Heartstopper“, nova série LGBTQIA+ da Netflix baseada nos quadrinhos de Alice Oseman, estreou na plataforma de streaming no dia 22 de abril. A produção imediatamente tomou conta das redes sociais, se tornando um dos programas mais comentados do Twitter no último fim de semana.

A popularização da série nas mídias sociais refletiu em sua audiência. “Heartstopper” alcançou o Top 10 de títulos mais assistidos da Netflix em 64 países. Na quinta-feira (28), a Forbes publicou um artigo destacando o sucesso da série entre o público e a crítica.

Houve algum debate sobre a qualidade das ofertas originais da Netflix estar em algum nível de declínio, à medida que sua concorrência esquenta e os assinantes da Netflix caem. Mas um ponto brilhante no cenário no momento é a performance de Heartstopper, uma nova série que está acumulando pontuações de crítica e público profundamente impressionantes. É um dos maiores sucessos da Netflix em crítica e audiência em anos”, escreveu Paul Tassi, redator da revista.

O empecilho, de acordo com a Forbes, é que apesar do sucesso repentino no mundo todo, a série não conseguiu se manter no ranking de títulos mais assistidos da Netflix por muito tempo, estando ausente do Top 10 da maioria dos países atualmente. No entanto, para a revista, seria “insano” não renovar a série diante de toda a aclamação que ela vem recebendo, como os 100% de aprovação da crítica especializada no Rotten Tomates, por exemplo.

“O problema? Se ‘Heartstopper’ chegou à lista dos 10 mais assistidos da Netflix desde sua estreia em 22 de abril, agora já não figura mais por lá. A série não mostrou o tipo de poder de permanência que a Netflix pode querer ver para uma renovação de uma segunda temporada, embora, dado o cenário atual em que a qualidade de sua programação foi enaltecida, seria meio insano não renovar isso com facilidade”, defendeu. “Em algum momento, a Netflix terá que fazer alguns julgamentos com a ideia em mente de que nem tudo que é extremamente popular é bom, e algumas coisas que não estão no topo da lista de mais assistidos ainda merecem um futuro. Veremos o que eles decidirão sobre ‘Heartstopper’ em breve”, finalizou o artigo.

Cena de "Heartstopper", série da Netflix.

Em entrevista ao Radio Times, Oseman, autora dos quadrinhos que inspiraram a série, revelou que sua vontade é de fazer quatro temporadas para a série. “Para cobrir a história completa dos quadrinhos. Eu ainda não fiz nenhum plano detalhado nem nada, mas é bem fácil dividir os livros em temporadas, então quatro temporadas dariam conta”, explicou.

Heartstopper” acompanha Charlie e Nick, dois adolescentes britânicos que estudam em uma escola primária só para garotos. Enquanto Charlie é um pensador muito sensível e abertamente gay, Nick é um atleta alegre apaixonado por rúgbi.

Quando os dois começam a sentarem juntos na classe, eles rapidamente tornam-se amigos e Charlie descobre que está se apaixonando por Nick. O primeiro, no entanto, acredita que o segundo seja hétero e busca maneiras de minimizar seus sentimentos pelo garoto.


leia também:
    Mais lidas
Sobre nós
O Portal Popeek foi fundado em novembro de 2019 por amantes das culturas pop e geek, visando informar seu público sobre as novidades nos mundos do cinema, televisão, literatura e múisca, prezando sempre pela transparência e agilidade no trabalho.
E-mail:
[email protected]

Redes sociais:
Popeek © 2019 - 2022
Tema por Danielle Cabral