Após anos de promessas, Miley Cyrus está de volta - e com o melhor álbum de sua carreira
×
Maurício Junio
28.11.2020
12:02
Após anos de promessas, Miley Cyrus está de volta – e com o melhor álbum de sua carreira
Em Plastic Hearts, ela consegue entregar um material de extrema qualidade e nos deixa prontos para finalmente dizer: Miley Cyrus está aqui.

Te desafio a colocar na ponta do lápis todas as vezes em que Miley Cyrus tentou usar algum gênero musical e fazer dele a sua essência. Desde o pop à lá Britney Spears de Bangerz, o som experimental de Dead Petz ou até mesmo o pop-country de Younger Now. É como se, cada vez mais, ela tentasse se encontrar dentro da música, e nunca conseguisse. Isso significa que os trabalhos citados são ruins? Não exatamente, mas é a prova que quando ela se encontra, que é o caso de Plastic Hearts, ela consegue entregar um material de extrema qualidade e nos deixa prontos para finalmente dizer: Miley Cyrus está aqui.

Mas o processo para que o álbum chegasse ao mundo foi conturbado. Em novembro de 2018, os primeiros indícios de uma nova era surgiram com o lançamento de Nothing Breaks Like a Heart, ao lado de Mark Ronson – talvez o seu maior sucesso nos últimos anos. Em maio de 2019, Cyrus anuncia uma trilogia de EPs, intitulados She Is Coming, She Is Here e She Is Miley Cyrus – apenas She Is Coming viu a luz do dia. Meses depois, ela se divorcia do ator (ou figura pública?) Liam Hemsworth, e fortes rumores indicavam que ela havia arquivado a trilogia de EPs e estaria trabalhando em um novo álbum. Em agosto, ela lançou Slide Away, uma triste balada pop sobre o fim de seu relacionamento, indo contra tudo aquilo que havia lançado nos meses anteriores.

Dito isso, pode-se afirmar que Slide Away foi o pontapé inicial para a era Plastic Hearts. Não que o álbum tenha a mesma sonoridade, mas foi neste momento em que Cyrus decidiu fazer algumas mudanças em seus planos e a produzir o álbum. Entre covers de clássicos de Blondie, Pink Floyd e The Cranberries, a cantora mostrou ao mundo uma nova personalidade: uma estrela pop-punk-rock. E seria esta a Miley Cyrus verdadeira que estávamos procurando há anos?

Plastic Hearts é o melhor álbum de sua carreira e isto não é algo a ser discutido. Possui seus erros, mas os acertos prevalecem. Coesão desde as melodias ao tom das canções, fazendo com o espectador tenha uma deliciosa experiência nostálgica ao ouvi-lo. Aqui, a intérprete de Wrecking Ball fez algo que deveria ter feito há muito, muito tempo: usou de elementos já criados na música a seu favor. Às inspirações de Blondie, Fleetwood Mad (e Stevie Nicks), David Bowie, Billie Idol, The Cranberries e Guns and Roses estão aqui, mas o álbum vai além: tem um toque de Miley Cyrus (seja ela quem for) em cada segundo de suas canções, e é isso que faz a diferença.

Não sabemos o que acontecerá no futuro, muito menos se Plastic Hearts será um sucesso. Além disso, nem sabemos se daqui dois anos, Miley dará uma entrevista dizendo que todo o disco foi um erro e que essa não é ela de verdade. Mas sabemos de algo: não será necessário que ela tente, a todo custo, se distanciar da Hannah Montana e nem de seus álbuns anteriores pois, pela primeira vez, talvez saibamos quem Miley Cyrus realmente seja. Ela, finalmente, está aqui!

Ouça Plastic Hearts:


leia também:
    Mais lidas
Sobre nós
O Portal Popeek foi fundado em novembro de 2019 por amantes das culturas pop e geek, visando informar seu público sobre as novidades nos mundos do cinema, televisão, literatura e múisca, prezando sempre pela transparência e agilidade no trabalho.
E-mail:
[email protected]

Redes sociais:
Popeek © 2019 - 2021
Tema por Danielle Cabral